Qual a idade adequada para se tornar um trader

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

EscolaTrader

Gravei até um vídeo curto sobre esta questão.

Sobre ela, as pessoas não perguntam, mas, se perguntam.

  • Será que consigo aprender a ganhar dinheiro com opções binárias ou forex, com esta minha idade?

Às vezes respondem para si mesmo; “acho que já estou velho; já passei da idade de me ocupar com isto”.

E isto não é verdade! Em absoluto!

Existem os extremos: menores de dezoito anos, não podem atuar neste mercado; o outro extremo é o limite da senilidade e capacidade cognitiva da pessoa.

  • O que eu quero dizer com isto?

Exatamente o que disse; menores aqui no Brasil, não podem operar, e maiores, podem muito bem aprender esta profissão, tornando-se trader de qualquer instrumento do mercado financeiro, enquanto for “senhor” de suas faculdades mentais.

Não há muito que discutir sobre este tema.

O que diferencia um pouco, mas não muito, um garoto dos 15 à homem de 35 anos, de um adulto de “meia idade”, ou seja, uma pessoa com mais de 48 anos, é a velocidade da curva de aprendizado,

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

É a diferença dos reflexos.

E a capacidade de tomada de decisões rápidas em alguns segmentos.

O Vídeo abaixo esclarece bem estes detalhes.

EscolaTrader

Arquivos mensais: dezembro 2020

3 DICAS PARA VOCÊ “LER” A MENTE DO MERCADO*!

3 Dicas importantes do porquê você precisa “ler” a mente do mercado

Legal…vamos entrar agora no ramo da telepatia!?

Não; não é nada disto.

Pode parecer um tema lúdico, infantil, mas não é. É o verdadeiro Santo Graal, que os grandes players procuram há muito tempo e não conseguem fazê-lo 100%. Seria como se pudéssemos adivinhar para onde o mercado, seja ele qual for, iria no segundo seguinte.

Mas, não estamos falando de exoterismo, paranormalidade, e nenhuma capacidade extraordinária que se possa encontrar numa pessoa, ou mesmo num robot trader.

Acontece que, tudo o que ocorre no mercado financeiro (bolsas de valores, forex, opções binárias), nos dá condições de se ter uma certa previsibilidade, com base em probabilidades. Jamais nos esqueçamos disto.

Eu somente vou colocar 3 elementos aqui, pois muitos outros existem, e poderão ser dissecados num momento oportuno. Mas digo com certeza, que se um iniciante no mercado financeiro conseguir entender a dinâmica destes elementos, ele estará basicamente lendo a mente do mercado.

Os candlesticks, são as figuras que compõem uma espécie de gráfico, já que temos o gráfico de linhas e o de barras. E, os candlesticks são o elemento mais importante, isoladamente e às vezes em conjunto um com outros, que irão nos indicar o que está acontecendo com o preço de um determinado ativo, naquele exato instante. Um candlestick, possui um ponto de abertura, um ponto de fechamento, um ponto máximo é um ponto mínimo dos preços deste ativo. Conforme um candlestick se forma e se fecha, não importa o período, como já disse antes, esta figura por si só, já estará nos revelando alguma coisa sobre a tendência daquele mercado em análise. Podemos ter informações relevantes numa só figura de candlestick, ou no conjunto de mais de duas também. Então, estudar o que significa cada figurinha, daquelas que muita gente gosta de colorir de cores exóticas, é muito mais importante do que ficar “pintando” um template, por assim dizer. Iremos estudar os candlesticks e seus padrões, mais aprofundadamente, oportunamente.

  • OS INDICADORES AUXILIARES (OSCILADORES)

Estes indicadores, aos quais eu chamo de auxiliares, são aqueles plotados numa janela separada da janela dos preços. Temos vários, e todos com a mesma finalidade basicamente, criado por autores diferentes há muito tempo.

Eu vou citar somente um, porque este tópico não é um estudo minucioso de CLASSES DE INDICADORES, e foge ao escopo, querer dissecar um por um; levaríamos dias aqui.

Conhecer os indicadores básicos da análise técnica, é basicamente uma obrigação par aquele que quer tornar-se um trader profisional, mesmo que pense que nunca irá precisar deles pois tem os “indicadores mágicos/personalizados” à sua disposição, que numa análise mais profunda, somente servem para enfeitar o gráfico.

Nós vamos tratar do Estocástico, ou Oscilador Estocástico.

Vejamos ele na figura abaixo.

Não vou entrar em detalhes sobre as linhas %K e %D agora, pois isto será abordado no momento em que estivermos estudando-o em profundidade. Vamos nos ater ás retas de número 20 e 80, que é o que basta para inferirmos um possível comportamento do mercado dentro de um determinado período.

Quando as duas linhas, no caso acima, vermelha e verde estiverem “trafegando abaixo do nível 20, dizemos que o mercado está barato, ou sobre-vendido, e a qualquer momento, pode subir. A recíproca é verdadeira! Quando os preços estão trafegando acima do nível 80, dizemos que o ativo está sobre-comprado, ou caro demais, e pode cair. Para esta análise, não importa o período! E isto não é regra fechada. A máxima, que não devemos esquecer nunca, é que “o mercado nunca está tão caro, cujo preço não possa subir mais, e nunca está tão barato, cujo preço não possa cair mais, até o zero”.

Mas então para que serve o Estocástico? Isoladamente, tem utilidade reduzida; neste caso utilizamos ele, mais para trabalhar com as ondas do mercado. Seu vai e vem. Só que, tem situações que fazem com que o mercado vá e “não vem”! Por isto, temos que utilizar qualquer indicador que seja, em conjunto com outros que corroborem a condição.

Um dado muito importante para qualquer mercado, e plotado de muitas formas e indicadores diferentes, é o que diz respeito ao volume de dinheiro transacionado, volume de negociações, etc…mas sempre, volume.

Um mercado sem volume de negócios, é um mercado estagnado. É praticamente impossível de se trabalhar num mercado assim.

Quando temos um indicador de volume, mostrando que este está aumentando, e outros fatores corroborando a tendência que o preço do ativo está tomando com aquele aumento de volume, é quase certo, que aquela tendência se confirmará. Quase certo.

Olhem na imagem abaixo, que printei agora em meu metatrader; os preços subiram, o Macd permaneceu por um bom tempo acima de zero, mas vejam o que aconteceu com o volume reta verde vertical, quando o mercado mostrou sinais de que poderia haver uma reversão na subida. E olhem o resultado nos preços.

Isto é extraordinário, quando você consegue inserir em teu método de trader, e aprende a confiar neste método.

Estamos tecnicamente dentro da mente do mercado, quando vemos aquele barra verde enorme crescendo, o Macd caindo, e os preços mostrando fraqueza na ascendência.

Esta é a beleza da análise técnica em profundidade! E neste caso acima, eu estou em M1.

Por isto disse que não importa o time frame que se esteja operando.

Então, estas são somente três dicas, ou formas de como aprendemos a ler a mente do mercado para nos tornarmos melhores traders. Mas isto não é da noite para o dia, e demanda muito estudo! Muito estudo.

Se gostaram. compartilhem nas redes sociais! Em caso de dúvidas, estou à disposição.

Então você quer ser um trader?

Você quer se tornar um investidor e fazer fortuna no mercado de ações? Quer se tornar um trader na bolsa de valores? Sabe mesmo o que é isso e as demandas da profissão?

O trader de mercados financeiros é um dos personagens mais admirados (por alguns), odiados (por outros) e mal compreendidos (por quase todos) que existe. Algumas pessoas são naturalmente fascinadas pelos mercados financeiros, afinal, e de certa forma, tudo que acontece de relevante no mundo se reflete (ou se origina) neles – esses indivíduos são quase “candidatos naturais” a trader.

Outras pessoas talvez não tenham essa mesma atração pelos mercados financeiros, mas se interessam pelo trading, pois vêem, nessa atividade, uma possibilidade de ter ganhos maiores do que com suas profissões regulares ou então enxergam uma possibilidade de ter maior qualidade de vida, trabalhar de sua própria casa, sem horários rígidos e sem chefes “pegando no pé”.

Se você, leitor, vem de alguma forma desenvolvendo interesse pela especulação financeira como forma de vida (“viver de trading”, como se diz no mercado), provavelmente se enquadra em uma das duas categorias descritas. Se é seu caso, convido-o a refletir sobre alguns pontos relevantes antes de tomar a decisão de abraçar esse estilo de vida, na visão de alguém que já passou uns bons anos da vida vivendo exclusivamente disso (esse “alguém”, por acaso, sou eu mesmo).

1 – Expectativas realistas
Viver de trading raramente é tão fácil quanto muitas pessoas (especialmente alguns autores, instrutores de cursos e intermediários de serviços financeiros) fazem parecer que é. Existem muitos cursos e métodos “mirabolantes” que prometem, consistentemente, resultados espantosos que permitem a qualquer pessoa ganhar em um mês (ou mesmo um dia!) a rentabilidade que, em circunstâncias normais, se levaria um ano para conseguir.

Muitas pessoas são presas fáceis para esses engodos, tão desesperadas que estão para encontrar um “atalho para a fortuna”, e acabam deixando o senso crítico de lado. Informe-se, saiba o que esperar do mercado em termos de rentabilidade e não acredite em tudo que lhe falarem.

2 – A importância da informação e da educação
Trading é uma atividade solitária. Ponto final. Se você ganha, ganhou sozinho. Se perder, a dor será só sua. Você é 100% responsável por suas atitudes e por seus resultados quando estiver operando no mercado financeiro, por isso saiba o que está fazendo. Aprenda sobre as diferentes “escolas” de análise (fundamentalista, técnica, quantitativa etc.), selecione aquela que mais se adapta a você, estude muito, faça muitas simulações e, só então, vá ao mercado “pra valer”.

Se você tem dúvidas e precisa de “dicas” e encorajamento de terceiros ou sente necessidade de freqüentar fóruns de internet especializados em busca de “aprovação” para suas operações, então você simplesmente não está pronto para ser um trader. “Volte para a prancheta”, estude mais e prepare-se melhor – seu dinheiro agradece.

3 – Faça um inventário de si mesmo
Coloque no papel todas as informações sobre seus recursos materiais, intelectuais e psicológicos para traçar um retrato fiel de si mesmo que o permita avaliar se essa atividade é adequada para você. Comece pelo seu capital: quanto dinheiro você tem disponível? Quanta perda estaria disposto a suportar (e por quanto tempo) caso o mercado passe por uma “maré ruim”? Quanto tempo você tem disponível para se dedicar? Quais são seus conhecimentos sobre finanças, matemática, programação, estatística e outras habilidades que são importantes no mercado? O que precisa melhorar?

4 – A única coisa certa é a perda
Se você virar um trader, a única coisa que posso afirmar, com absoluta convicção, é que você vai perder dinheiro em algum momento. O mercado pode passar por longos períodos agindo de forma extremamente favorável (quem esteve na bolsa brasileira de 2003 a 2008 sabe disso), mas em algum momento a perda virá.

Os traders bem sucedidos são aqueles que conseguem minimizar suas perdas através do gerenciamento de riscos, de tal forma que, no longo prazo, eles ganham mais do que perdem. É o famoso “cortar as perdas rapidamente e deixar os lucros fluírem”.

Traders de sucesso passam muito tempo refinando seus sistemas ou metodologias em busca daquilo que, no mercado, se chama de “expectativa matemática positiva”, que é a segurança probabilística de que, no longo prazo, os ganhos superarão as perdas (e o resultado será um lucro líquido), pois eles sabem que é impossível simplesmente “não perder”. Perdas são fatos da vida.

5 – Trading não é investimento, é profissão
Um investidor de longo prazo geralmente compra ações e “esquece” delas. Não fica acompanhando cada movimento do mercado e buscando o melhor momento para comprar ou vender. Ele não investe muito tempo nessa atividade. Já o trader, que está em busca de movimentos oportunistas, precisa estar constantemente “ligado” no mercado, acompanhando os preços e fazendo análises.

Trading é um “trabalho” como qualquer outro, que demanda tempo e planejamento. Quem é trader “dá expediente”, tem que trabalhar, e esse tempo trabalhado tem um custo. O trader profissional tem que remunerar seu capital e seu tempo. Ele deve constantemente comparar seus resultados em determinado período com o que seria se ele simplesmente comprasse ações e as deixasse “quietinhas”, sem movimento (ou, como se diz no jargão do mercado, o “buy and hold”).

Se o resultado não for significativamente melhor que o “buy and hold”, então o trader está perdendo tempo e dinheiro. Descubra qual é seu “custo/hora” e considere esse valor em suas simulações antes de começar. Se não conseguir uma rentabilidade que remunere adequadamente seu capital e pague o custo de sua hora, é melhor procurar outra metodologia… Ou outra atividade.

Se depois de pesar os pontos expostos você está mesmo convencido de que quer abraçar esta atividade, então seja bem vindo ao clube! Nunca se esqueça que o trading é um negócio como outro qualquer, que exige tempo, dedicação, estudo, planejamento, perseverança e, às vezes, um pouco de sorte.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Tudo sobre opções binárias e Forex
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: