O que é negociação on-line e como fazer

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Coronavírus: o que fazer com os boletos e como renegociar contratos

A decretação da pandemia de Covid-19 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 11 de março, teve forte efeito colateral sobre a receita das empresas e também na renda das famílias. Diante desta nova realidade da economia brasileira — que deve encolher 5% este ano, segundo o Banco Mundial —, uma série de acordos foram firmados e medidas provisórias editadas para manter a sustentabilidade das companhias e também garantir o acesso a serviços aos consumidores em dificuldades financeiras.

No Rio, por exemplo, uma lei estadual garante a manutenção de serviços essenciais aos inadimplentes. Entre as operadoras de celular foi aberta a possibilidade de parcelamento de débitos. Os bancos estão oferecendo postergação de 60 dias para o pagamento de dívidas. No entanto, é preciso cautela antes de aderir a esses benefícios.

— Não deixe para amanhã a dívida que você pode pagar hoje. Até porque não há medida de isenção de pagamento. Quem pode não deve adiar a quitação das contas. No futuro, não há garantia de que você manterá as condições de renda que tem hoje — ressalta Igor Britto, diretor do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Além da incerteza com o futuro, Britto diz que é preciso verificar as condições para renegociação de dívidas:

— No caso dos bancos, por exemplo, é preciso ter clareza se a postergação será, de fato, um benefício ou vai resultar numa dívida maior no futuro.

Quem tinha viagens, ingresso para show ou festa planejada, além de ter os planos adiados, tem que estar atento à repactuação desses contratos. Medidas provisórias editadas pelo governo permitem, por exemplo, a espera de mais de um ano por reembolso.

Lidar com tamanhas frustrações, o medo da doença e a mudança de rotina representam risco adicional sobre o orçamento, diz Vera Rita de Mello Ferreira, especialista em psicologia econômica:

—A pandemia prejudica nossa capacidade de autocontrole. Faça um inventário de seus recursos e contas e deixe isso à mostra, pode prender na geladeira. Isso evita que você ceda a impulsos. Evite gatilhos que levam a gastos sem reflexão, como a rede social da sua marca favorita ou cadastro para facilitar compras em sites.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

De olho nas finanças

Serviços essenciais

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – essenciais Foto: Editoria de arte

No Estado do Rio, a lei estadual 8.769/2020 proíbe a interrupção de serviços essenciais – energia, água, esgoto e gás – por 90 dias, por falta de pagamento. Segundo a lei, não poderão incidir juros e multa sobre as contas em aberto no período e deverá ser oferecida uma alternativa de pagamento ao consumidor passada a pandemia. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) proibiu o corte na luz de clientes inadimplentes por 90 dias.

Internet e telefone

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – internet Foto: Editoria de arte

A Anatel e as operadoras de telefonia firmaram acordo para garantir a continuidade dos serviços, apesar da mudança radical no perfil de uso desde o início do isolamento. As empresas têm oferecido ainda alternativas para clientes em dificuldade financeira, como parcelamento das faturas em aberto em até dez vezes, isenção de juros e multas e prazo extra de prestação do serviço a inadimplentes. O serviço é essencial, e qualquer problema deve ter solução rápida.

Escolas

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – escola Foto: Editoria de arte

A oferta de aulas on-line no lugar das presenciais tem suscitado um debate sobre concessão de descontos nas mensalidades escolares. O assunto, tema de projetos de lei em várias assembleias estaduais, agora é alvo de discussão no Senado. Em resumo, os textos defendem descontos lineares entre 30% e 50% sobre o valor a ser pago. No entanto, especialistas em defesa do consumidor e as instituições de ensino defendem que as negociações sejam feitas caso a caso.

Academia e cursos livres

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – academias Foto: Editoria de arte

Quem contratou um pacote por meses em academias pode pedir cancelamento do contrato e suspensão do pagamento de mensalidades a vencer, bem como reembolso de valores pagos antecipadamente. Assim como acontece com cursos livres, ainda é possível negociar a reposição de aulas e postergação do contrato. Há a possibilidade de pausar a cobrança enquanto o serviço estiver suspenso. Em cursos, como de idiomas, outra opção é a oferta do serviço on-line.

Planos de saúde

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – saúde Foto: Editoria de arte

O teste para detecção do coronavírus, assim como o tratamento da Covid-19, é assegurado aos beneficiários de planos de saúde. As associações de operadoras orientaram a suspensão do reajuste entre 1° de maio e 31 de julho. Em relação aos inadimplentes, a rescisão de contrato individual e familiar pode ser feita em caso de atraso de pagamento por 60 dias não consecutivos. Quem estiver internado não pode ser excluído, mesmo passado o prazo legal.

Aluguel e condomínio

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – aluguel Foto: Editoria de arte

Não há regra específica a ser aplicada no caso dos aluguéis, sejam residenciais ou comerciais, diante dos efeitos econômicos da pandemia. A orientação é que seja feita a negociação, caso a caso, entre donos e inquilinos. Especialistas dizem que é fundamental manter em dia as cotas do condomínio para garantir o pagamento dos funcionários, essenciais nesse período em que são ampliados os cuidados com higiene em corredores, portarias, elevadores.

Dívidas com bancos

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – contas Foto: Editoria de arte

Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú Unibanco e Santander abriram a possibilidade de prorrogação, por até 60 dias, dos vencimentos de dívidas de clientes pessoas físicas e micro e pequenas empresas para os contratos que estejam em dia. Mas atenção: a concessão do benefício depende de análise do banco. Especialistas recomendam ainda a análise criteriosa das condições para a postergação do pagamento e alertam que, em muitos casos, isso significará pagar mais juros, além de multa.

Atenção com as contas

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – boletos Foto: Editoria de arte

Os vencimentos de contas, faturas de cartão de crédito e boletos não foram alterados pelo isolamento social. Se tiver dificuldade de quitar uma conta, procure a empresa e peça uma opção para o pagamento. Para quem não tem intimidade com os meios digitais, lembre-se: é possível pagar contas até por telefone, se informe com o banco. Apesar de o Banco Central ter anunciado redução de juros para cheque especial e parcelamento do cartão de crédito, estas opções são ainda caras e devem ser evitadas.

Cancelamento de evento

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – ingressos Foto: Editoria de arte

A medida provisória 948, editada pelo governo federal, determinou que no caso de eventos, shows e de contratos com agência de viagem, se cliente optar pela restituição do valor pago, o reembolso pode ser feito até 12 meses após o fim da calamidade. Ou seja, dezembro de 2021. A MP prevê o pagamento de multa de até 20% e a retenção do valor da taxa de conveniência paga por ingressos. Há opção, sem custo, de remarcar, ficar com crédito para uso em um ano e troca por outro evento.

Companhias aéreas

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre as companhias aéreas e a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), garante a quem comprou passagem para datas entre 1º de março e 30 de junho a possibilidade de remarcação sem ônus ou crédito do valor integral do bilhete, para usar em até 12 meses da data inicial do voo. Mas quem optar por reembolso poderá ter parte do valor pago retido e o restante pago em até 12 meses, segundo a medida provisória 925.

Golpes

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – golpes Foto: Editoria de arte

Fraudes usando a situação da pandemia só aumentam. As armadilhas incluem links falsos para receber o auxílio de R$ 600 do governo federal, pedidos de atualização de dados bancários para não haver bloqueio da conta e até o motoqueiro que vai à casa do cliente pegar o cartão de crédito e o chip do celular que teriam sido fraudados. A Febraban recomenda sempre entrar na página do banco para conferir qualquer oferta ou pedido de informação.

Preços abusivos

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – preços abusivos Foto: Editoria de arte

Brasil afora, os Procons têm recebido denúncias de preços abusivos. Começou pelas máscaras e o álcool gel, mas já chegou às prateleiras dos mercados. A orientação é denunciar aos Procons. A caracterização de preço abusivo dependerá de uma análise da cadeia produtiva pelos órgãos competentes. Confirmado, a empresa será multada e o consumidor pode ter direito a receber o dobro do valor cobrado a mais indevidamente. Para tanto, é importante guardar a nota fiscal.

Assistências técnicas

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – assistência técnica Foto: Editoria de arte

Apesar da determinação de isolamento social para os que podem ficar em casa, os especialistas entendem que as empresas devem manter um corpo mínimo de técnicos para atender aos consumidores. No entanto, o consumidor precisa ter parcimônia e entender que a restrição da circulação de pessoas pode acarretar demora no atendimento dos pedidos de conserto de produtos e serviços.

Troca e garantia

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – troca e garantia Foto: Editoria de arte

Quer trocar um presente, tem um produto com defeito com garantia prestes a expirar ou comprou um produto pela internet e quer exercer seu direito de arrependimento? Especialistas entendem que, como somente os serviços essenciais estão em funcionamento, os prazos devem ser flexibilizados. No entanto, é importante que o consumidor registre o defeito do produto ou a intenção de devolvê-lo à empresa via SAC ou e-mail para poder exercer seu direito quando a quarentena acabar.

Orçamento

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – orçamento Foto: Editoria de arte

Para não colocar o orçamento a perder, uma das orientações é fazer um inventário dos seus recursos, verificar se tem reservas, quanto tem disponível em dinheiro em casa e no banco. Feito isso, a recomendação é organizar todas as contas a serem pagas no mês, do aluguel ao cartão de crédito, de luz a compras de mercado. Coloque tudo no papel e deixe num local visível. Contas feitas, veja se há sobra para extras. Cuidado com compras por impulso e como compensação: podem ruir o orçamento.

Investimentos

Guia de bolso – finanças pessoais na pandemia – investimentos Foto: Editoria de arte

A orientação para quem tem dinheiro na Bolsa é aguardar a recuperação. Investimentos em renda variável são para horizontes de longo prazo. A crise é a pior de todos os tempos, mas volatilidade e variação negativa devem ser esperadas para quem investe em ações. Para quem não sabe o que fazer para montar uma reserva agora, a recomendação é começar de forma mais conservadora, investindo o maior percentual em renda fixa (títulos públicos e privados, pós e prefixados, fundos).

Processo de Negociação: Conheça as etapas de uma boa negociação

Não há mágica ou mistério para as negociações ou para o que torna alguém um grande negociador. Toda vez que você negocia, precisa fazer escolhas que determinam se você terá êxito ou não. Para obter os melhores resultados, você precisa entender os passos envolvidos no processo de negociação.

Sempre aborde suas negociações como um conjunto claro de estratégias que podem orientá-lo desde o planejamento até o fechamento. Existem etapas e práticas que funcionam de forma consistente em qualquer negociação. A seguir, confira quais são elas!

Características de Negociação

De forma simplificada, a negociação é um método pelo qual as pessoas resolvem as diferenças. É um processo pelo qual o compromisso ou acordo é alcançado, evitando discussões e disputas. Em qualquer desacordo, os indivíduos compreensivelmente visam atingir o melhor resultado possível para sua posição (ou talvez uma organização que representem).

Existem certas características do processo de negociação:

(i) Há um mínimo de duas partes presentes em qualquer negociação.

(ii) Ambas as partes têm objetivos predeterminados que desejam alcançar.

(iii) Há um choque de metas pré-determinadas, ou seja, algumas das metas pré-determinadas não são compartilhadas por ambas as partes.

(iv) Existe uma expectativa de resultado por ambas as partes em qualquer negociação.

(v) Ambas as partes acreditam que o resultado da negociação é satisfatório.

(vi) Ambas as partes estão dispostas a comprometer, isto é, modificar sua posição.

(vii) A incompatibilidade de objetivos pode dificultar a modificação de posições.

(viii) As partes entendem o objetivo da negociação.

Etapas do processo de negociação

O processo de negociação pode essencialmente ser entendido como um processo de quatro etapas. Os quatro estágios do processo de negociação são preparação, abertura, barganha e fechamento.

Etapa 1: preparação

A preparação é fundamental para o sucesso do processo de negociação. Estar bem preparado gera confiança e dá uma vantagem ao negociador. A preparação envolve as seguintes atividades:

(i) Coleta de Informações: É preciso aprender o máximo possível sobre o problema e verificar quais informações são necessárias do outro lado. Compreender claramente as questões envolvidas também é necessário.

(ii) Avaliação de alavancagem: A avaliação da alavancagem de uma pessoa e a alavancagem da outra parte no início é importante porque pode haver uma série de coisas que uma pessoa pode fazer para melhorar sua alavancagem ou diminuir a alavancagem da outra parte.

(iii) Entenda as pessoas envolvidas: É importante conhecer as pessoas com quem a negociação deve ocorrer. A compreensão de seus objetivos, papéis e questões suscetíveis de serem levantadas por elas facilitará o melhor tratamento da situação durante o processo de negociação.

(iv) Rapport: É útil estabelecer um relacionamento com o oponente durante os estágios iniciais, isto é, antes do início do processo de barganha. Em seguida, pode-se determinar desde cedo como o oponente será cooperativo.

(v) Conheça os seus objetivos: A clareza dos objetivos é absolutamente essencial. É preciso decidir antecipadamente quanto você está disposto a conceder ao oponente e quais são suas prioridades. Todos os argumentos e justificativas devem estar prontos.

(vi) Tipo de negociação: Antecipar o tipo de negociação esperado, isto é, averiguar se será altamente competitivo, cooperativo ou algo incomum; se a negociação será cara a cara, através de um mediador, ou de alguma outra forma.

(vii) Plano: Decidir sobre a abordagem de negociação e planejar adequadamente o processo de negociação.

Estágio 2: Fase de abertura e troca de informações

Aqui os dois lados ficam cara a cara. Cada parte tenta causar uma impressão no outro lado e influencia seu pensamento na primeira oportunidade. Psicologicamente, esta fase é importante porque define o tom da negociação em grande medida. Envolve as partes negociadoras apresentando seu caso para o outro. Quando essa rodada de negociação iniciar, extraia do seu cliente os principais problemas pelos quais ele passa para que você possa argumentar de forma mais assertiva sobre os benefícios que o seu produto pode lhe trazer.

Etapa 3: Fase de Negociação

A fase de barganha envolve aproximar-se do objetivo que você pretendia alcançar quando iniciou a negociação. Nesta fase, a estratégia básica é convencer o outro lado da adequação de suas demandas e persuadir a outra parte a ceder a essas demandas. Para isso, é preciso ser lógico na abordagem de uma pessoa e estruturar argumentos claramente planejados. Crie uma estratégia para que ele entenda que a solução que você tem é a mais apropriada.

Estágio 4: Fase de encerramento

Essa é a quarta e última das fases do processo de negociação. Após usar todas as suas técnicas de negociação e argumentação, o cliente topou fechar o negócio e vai negociar por melhores preços, melhores condições de pagamento e outras vantagens.

Entenda a sua relação com este cliente para aceitar algumas imposições ou não. Esta venda em questão poderá render vendas futuras? Vale, neste momento, sacrificar um pouco a sua margem pensando em benefícios futuros? A fase final de uma negociação representa a oportunidade de capitalizar todo o trabalho realizado nas fases anteriores. A pesquisa que foi feita na fase de preparação, combinada com todas as informações obtidas, é útil na fase final.

Envolve também a vedação do acordo em que ambas as partes formalizam o acordo em um contrato por escrito ou carta de intenções. Revisar a negociação é tão importante quanto o próprio processo de negociação e para o sucesso de negociações futuras. Como disse Dale Carnegie: “Se você foi bem-sucedido, pergunte a si mesmo por que, e tente repetir a ação. Se você fracassou, pergunte a si mesmo por que, e aprenda com a experiência.”

Bem, saber os estágios do processo de negociação é importante porque se você sabe como lidar com essa etapa, isso automaticamente lhe dará uma grande vantagem competitiva frente seu “competidor”. Portanto, é vital que você entenda em todos os momentos em que etapa está neste processo de negociação.

Além disso, a negociação assume cada vez mais importância no meio empresarial e diversos profissionais se tornaram experts no assunto, reunindo conhecimentos adquiridos em cursos e na prática. Vender para pessoas que estão tão bem preparadas exige que você também demonstre que tem a aptidão necessária para fazer a negociação.

Embora muitas negociações sejam simples, algumas estarão entre os desafios mais difíceis que você enfrentará. Nesses casos, seu sucesso dependerá do planejamento e preparação contínua. Por isso, se você deseja se aprofundar no assunto e aprimorar suas habilidades para negociar e influenciar as pessoas, conte sempre com os treinamentos desenvolvidos pela Dale Carnegie para ajudá-lo a conquistar seus objetivos.

O que é negociação de API e como ela se aplica a cripto?

Antes da internet, negociação financeira acontecia pelo telefone. Se você queria comprar ações, por exemplo, você teria que ligar para seu corretor para pedir para executar uma negociação em seu nome.

Na era pós-internet, a compra e venda de valores mobiliários financeiros é on-line e a aplicação da tecnologia avançou no processo de várias formas. Uma delas foi a criação e o uso de APIs de negociação.

O que é uma API?

A sigla em inglês para APIs significa interface de programação de aplicações. Uma API é um programa que permite que uma aplicação de software interaja com a outra.

Simplificando, uma API é um mensageiro que atende pedidos e comunica a um sistema o que você quer que ele faça e depois retorna a resposta do sistema para você.

Um exemplo de uso de API que muitas pessoas possam se familiarizar seria comprar uma passagem de avião em um site de comparação de preços de voos como Expedia.

Quando você tiver escolhido seu local de desembarque e cidade de destino, as datas que você deseja viajar e o número de passageiros, o site de comparação de preços pesquisa em todas as bases de dados aéreas disponíveis e te oferece as opções.

Isso é feito com a utilização APIs fornecidas por cada linha aérea.

O mesmo acontece quando você digita suas informações em um site de comparação de hotéis como Hotels Combined ou Trivago. A plataforma oferece informações de avaliações de cada base de dados de hotéis possível através de suas APIs respectivas.

Como investidores usam APIs

Uma API de negociação, conforme sugere o nome, permite que você interaja com um sistema de negociação. Mais especificamente, permite que você a realize diretamente em uma corretora.

Isso é bem útil para negociadores que executam modelos algorítmicos em seus próprios sistemas de negociação e querem receber precificação em tempo real e conseguir realizar negociações — manual ou automaticamente por meio de um algoritmo — quando seu modelo gerar um sinal de negociação.

APIs de negociação são bem populares entre fundos de hedge e proprietários de empresas de negociação por conta de seu uso de programas de negociação algorítmica, mas até mesmo investidores privados podem fazer uso de APIs de negociação por corretoras on-line e, mais recentemente, por corretoras de criptoativos.

A maioria das corretoras de criptoativos, como a Bitfinex, Bittrex e Coinbase Pro, fornece APIs de negociação para sua base de clientes. Essas APIs possibilitam feeds de preço além de execução direta de negociação.

Incidente da Binance

APIs de negociação aparecem nas manchetes quando um incidente na Binance foi relacionado ao uso indevido do Binance API, que causou um volume exponencial e pressão de mercado para negociação Syscoin.

Houve um aumento nítido no preço do SYS e preços de ordem de compra/venda atingiram níveis impressionantes.

Binance comentou que para “proteger a segurança” de seus usuários de API, teve que realizar uma série de ações.

Houve uma restauração de negociações irregulares e a redução de todas as chaves de API existente — com um pedido para todos os usuários da Binance API refazerem suas chaves de API.

Além disso, Binance alertou que usuários de API deviam assegurar suas chaves de API no futuro e usar a funcionalidade de “whitelist” (serviços de boa reputação) de IP para assegurar que as chaves só são acessadas por usuários autorizados.

Binance forneceu um resumo do ocorrido em seu site de suporte.

Quanto mais investidores sofisticados entrarem nos mercados de criptoativos, mais o uso de APIs e negociação algorítmica vai aumentar (Imagem: Freekpik/macrovector)

APIs e negociação de cripto

Enquanto a perturbação da Binance API possa ter deixado mal vista a negociação de APIs de cripto, eles se tornaram uma parte integral do arsenal dos investidores profissionais de cripto e são um testamento para a evolução do ecossistema de negociação de criptoativos.

Quanto mais investidores sofisticados entrarem nos mercados de criptoativos, mais o uso de APIs e negociação algorítmica vai aumentar.

Esses programas de negociação, que buscam explorar oportunidades de arbitragem, por exemplo, vão ajudar a tornar o mercado cripto mais líquido e eficaz. O mercado cripto, por sua vez, poderia atrair mais investidores institucionais para essa nova classe de ativos.

Quanto mais o ecossistema de negociação criptoativos amadurecer, mais novatos entrarão no mercado. Atualmente, estamos indo em direção aos mercados de criptoativos se tornando parte dos mercados financeiros globais já existentes.

Quando as regulações de criptoativos estiverem em vigor nas principais economias mundiais, mais dinheiro institucional vai vir, e o desenvolvimento de APIs de negociação seguras e sofisticadas vão ter seu um papel pequeno, mas fundamental.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Tudo sobre opções binárias e Forex
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: