Confirmações de Transações de Criptomoedas

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Contents

Confirmações de Transações de Criptomoedas: O que é isso?

Se você já fez alguma transação com bitcoin , litecoin ou outra moeda, você deve ter notado que a carteira que recebe esta moeda aguarda algum tipo de confirmação de transação . Antes de receber algumas confirmações, a carteira não permite que você use suas moedas na carteira.

Qual é a razão para tal confirmação ? Por que você deve esperar por uma confirmação, uma vez que sua transação de pagamento já foi aprovada e colocada em um blockchain? Não é preciso dizer que cada empresa define o número de confirmações obrigatórias. E se você está vendendo algo usando bitcoin ou outra moeda? Quantas confirmações são necessárias e por quê? E se você esperar horas enquanto outras confirmam suas transações em 10 minutos?

Formação de blocos em uma blockchain

A criação de um novo bloco de bitcoins leva cerca de 10 minutos. O bloco é então adicionado aos blocos existentes de uma blockchain de bitcoins . Com o litecoin, o processo demora 2,5 minutos. Os blocos representam transações de pagamento feitas por usuários individuais e verificadas por mineradores. Você pode assumir que a transação deve ser válida apenas sendo colocada no bloco e adicionada a outras pessoas. No entanto, isso é apenas parte da verdade.

Transações usando bitcoin são geralmente vistas como seguras depois de receber pelo menos 6 confirmações. Isso significa que mais 5 blocos serão adicionados após sua transação. Quando a transação estiver no bloco, leva cerca de uma hora para receber cinco confirmações. As carteiras de criptomoedas exigem frequentemente o mínimo de 3 dessas confirmações, isto é, a adição de mais dois blocos.

Blocos em uma blockchain e transações esperando para serem confirmadas

Por que algumas transações não são confirmadas?

Isso ocorre por causa dos mineradores . São eles que verificam a transação e afetam a velocidade com que ela viaja até o bloco. A sua espera pela confirmação de uma transação enviada há uma hora pode ter como motivo o descaso de mineradores, ou seja, eles não se importam com ela. Pode acontecer também que sua transação nunca seja confirmada.

Nunca se esqueça de recompensar os mineiros!

Na maioria dos casos, a razão é simples. Ao enviar bitcoins, há sempre a possibilidade de afetar a velocidade e probabilidade do processamento (certificação) da sua transação ao adicionar uma recompensa para os mineradores – taxa do minerador. Se a sua recompensa é adequadamente alta, sua transação será processada rapidamente.

Se você dá uma recompensa muito pequena ao minerador, ou não oferece nenhuma, (usando a opção de taxa de transação zero), você pode esperar por sua confirmação por horas, dias ou semanas. Nenhum minerador confirmará tal transação, porque não há lucro. Em vez disso, eles se concentrarão em transações que oferecem alguma recompensa. A rede bitcoin também pode rejeitar tal transação e enviar o dinheiro de volta para sua carteira.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Uma recompense pequena, ou não existente, é a razão mais frequente pelo não processamento da sua transação. Outras razões para uma espera longa incluem:

  • Um número excessivo de transações, sobrecarga da rede.
  • Tentativas de gasto duplo.
  • Tentativa de usar o dinheiro exibido conta, mas que ainda não foi confirmado.

Uma transações com recompensa de 5 satoshi não será confirmada, pois os mineradores preferem taxas maiores.

Se você enviou sua criptomoeda para uma bolsa ou carteira, você não precisa se preocupar com a taxa. Ela será calculada e designada automaticamente. Isto evita que sua transação seja cancelada pela rede.

Você pode designer uma recompense maior para um pagamento pendente

Mesmo se sua transação ficar presa, nada será perdido. Você pode pedir desculpas por não incluir nenhuma taxa e adicioná-la à sua transação mais tarde. Isso é chamado de fee bumping . Isto pode ser feito, por exemplo, com a carteira Electrum . Usando um serviço chamado Replace-By-Fee , esta carteira torna possível que um trader aumente a taxa de transação enquanto aguarda a confirmação.

Com a carteira Electrum, você pode usar a taxa dinâmica determinada com relação à oferta e demanda atuais. Isso garantirá que sua transação seja processada assim que possível. A desvantagem é que você pode pagar mais do que o necessário (pela taxa de transação).

Qual deve ser o tamanho da taxa de transação?

Ao considerar quanto você deve pagar aos mineradores para garantir que sua transação seja processada o mais rápido possível, procure por alguma inspiração aqui . A tabela também mostra quantas transações foram processadas e quantas estão sentadas em uma fila, dependendo da taxa de transação atribuída. A taxa de transação padrão é expressa na menor unidade do bitcoin, Satoshi. No entanto, você pode configurá-la para bits, mBTC ou BTC.

Sem confirmação – sem transação

Executar uma transação não significa necessariamente que ela ocorrerá. O mesmo se aplica ao destinatário. Se alguém enviar dinheiro para sua conta, você pode vê-lo imediatamente, no entanto, até que a transação seja confirmada, o dinheiro não é seu . Então, se alguém usa criptomoeda para comprar um item, você deve esperar até que a transação seja confirmada. Se você não for paciente o suficiente e enviar o item sem esperar pela confirmação, a combinação de vários fatores desfavoráveis pode deixá-lo sem os produtos e sem os bitcoins.

Com isto em mente, ao retirar moedas de caixas eletrônicos bitcoin , muitas vezes é necessário aguardar a confirmação e voltar alguns minutos depois.

Como reconhecer uma transação confirmada

Após executar a transação, sua carteira ou bolsa de criptomoeda deve permitir que você veja a transação através do explorador do bloco ou do ID de exibição da transação . A estrutura deste número de identificação de cada transação pode ser a seguinte:

Cole este número no explorador de blocos e pressione “BUSCAR” . O sistema exibirá um protocolo no qual você verá quantas confirmações sua transação recebeu até o momento.

Se sua transação recebeu pelo menos uma confirmação, isso significa que o bloco que transporta sua transação será adicionado ao resto dos blocos na blockchain. Pode-se dizer que a profundidade da mina é de um bloco. Cada novo bloco, contendo sua transação, adicionado ao blockchain o ajudará a se aprofundar nesta mina.

Sites para explorar transações na rede Bitcoin:

Para certificar-se de que sua transação foi concluída com sucesso, você deve esperar por mais blocos para confirmar sua transação (ser adicionado após sua transação). Quanto mais fundo estiver o bloco com sua transação, melhor para você. Dado que a criação de um bloco de bitcoins leva em média 10 minutos, o tempo que você tem que esperar é aceitável.

Quantas confirmações uma transação precisa

  • Se você não recebeu uma única confirmação para uma transação em particular, você deve esperar.
  • Se o sistema exibe uma confirmação para uma transação, isto é suficiente para fazer um pequeno pagamento em BTC, que não excede R$4.000 .
  • Três confirmações para uma transação são suficientes (a maioria dor trader esperam até receber 3 confirmações). No geral, três confirmações são vistas como absolutamente suficientes para a faixa entre R$4.000 e R$40.000 .
  • Seis confirmações são dadas como adequadas para grandes pagamentos nos valores entre R$40.000 e R$400.000 .
  • As transações que excedem o valor de R$400.000 devem possuir 60 confirmações. Não há um problema se o número é menor, mas é melhor para ter “certeza”.

Por que esperar por mais confirmações se uma transação já foi incluída em um bloco?

Pelas regras existentes, a transação não deve mais ser retornada ou removida. Isto é verdade? Sim, mas não inteiramente. Ao minerar bitcoins, dois mineradores diferentes podem identificar duas soluções corretas simultaneamente. Vamos chamar essas soluções de bloco A e bloco B . Se essa situação improvável ocorrer, a rede será dividida em duas e cada parte funcionará com uma versão de blockchain diferente, diferindo no último bloco (uma extremidade da blockchain é A e a outra é B). Ambos os blocos oferecem a solução correta. O problema é que agora você tem duas blockchains, que não podem ficar assim. Deve haver apenas uma blockchain.

Agora tudo depende do próximo bloco a ser resolvido. Vamos chamá-lo de bloco C . O bloco C apresenta uma solução correta ligada ao bloco A ou ao bloco B. Se a solução correta do bloco C estiver vinculada ao bloco B, o bloco A morrerá. O software continuará trabalhando com o ramo mais longo, no nosso caso o ramo com o bloco C no final. Se a sua transação estiver no bloco A (que morreu conforme descrito acima), a transação não ocorrerá. Essa situação deve servir como um aviso para todos aqueles que não esperam pacientemente até receberem um número suficiente de confirmações.

Autor

Mais sobre J. Pro

Ao contrário do Stephen (o outro autor), ultimamente eu tenho pensado principalmente nos negócios online. Eu não tinha muito sucesso com dropshipping na Amazon e outras formas de ganhar dinheiro online, e só ganhava algumas centenas de dólares por ano. Mas então, as opções binárias chamaram minha atenção pela sua simplicidade. Agora fico feliz com isso, porque realmente vale a pena. Mais postagens

Criptomoedas

O crescimento das criptomoedas continua e, apesar de algumas quedas de curto prazo, o seu potencial é enorme. “O que significa o termo criptomoeda?”, “Como negociar criptomoedas?” Essas são algumas das perguntas que serão respondidas nesta página. Então, fique conosco!

A mudança trazida pelas criptomoedas para o mundo das finanças – e o mundo em geral – é difícil de ser subestimada. Ainda não observada pela maioria das pessoas, as possibilidades são, de fato, numerosas e cativantes. Finalmente, as pessoas de todo o mundo terão a oportunidade de transferir fundos quase imediatamente, de maneira segura e direta.

Tipos de criptomoedas

Existem centenas de criptomoedas (algumas fontes falam sobre milhares). Várias criptomoedas funcionam em um princípio similar à Bitcoin, enquanto outras são completamente diferentes.

Abaixo você pode ler pequenos artigos informativos sobre os quatro maiores, e talvez mais populares, tipos de criptomoedas. A mais conhecida é a Bitcoin, as outras são chamadas altcoins.

Bitcoin

Lançada em 2009, a Bitcoin se tornou a primeira criptomoeda negociada publicamente e marcou o início de uma nova era no desenvolvimento do sistema financeira global. Bitcoin constitui, aproximadamente, 55% do total de capitalização do mercado de criptomoedas e é atualmente a criptomoeda mais cara. O número de Bitcoins é limitado a 21 milhões e é a criptomoeda mais confiável dentre todas. O criador da Bitcoin é considerado ser Satoshi Nakamoto, mas ele nunca foi visto.

Ethereum

Ethereum é a segunda criptomoeda mais popular, depois da Bitcoin, que é um grande sucesso, considerando o status pioneiro da BTC. Ela vale mais de 50% de todas as Bitcoins do mundo.

A característica distinta da Ethereum é a funcionalidade do contrato inteligente. Ela ajuda a fornecer segurança adicional e reduzir os custos de transação. Armazenados na blockchain da Ethereum, contratos inteligentes são um mecanismo de troca que podem realizar transações diretas de valor entre agentes não confiáveis. Esta tecnologia é uma das razões por trás do sucesso da Ethereum.

A Ethereum é conhecida por seus picos de volatilidade. Em 24 de junho de 2020, a moeda teve uma breve quebra de $319 para 10 centavos, e se recuperou um dia depois.

Litecoin

A Litecoin é uma das criptomoedas alternativas, criada depois do triunfo inicial da Bitcoin. Você pode imaginar a Litecoin como uma Bitcoin com esteroides. A principal diferença entre essas duas criptomoedas é que a Litecoin pode confirmar transações mais rapidamente. A Litecoin não é controlada por nenhuma autoridade central, tem quase zero custo de pagamento e realiza transações quatro vezes mais rápido do que a Bitcoin!

Ripple

Ripple é uma empresa que fornece soluções financeiras globais. Foi um passo lógico para eles o lançamento de sua própria criptomoeda. De acordo com seus criadores, a Ripple é o ativo digital mais rápido e escalável do mundo. Ela pode realizar transações quase imediatas, tem a habilidade de processar 1000 negócios por segundo (66 vezes mais que a Ethereum) e possui uma estabilidade incomparável.

A Ripple é atualmente a Terceira maior criptomoeda do mundo, em relação a capitalização do mercado.

Propósito de Criptomoedas

Para ser honesto, há mais de um propósito ou razão para a existência de criptomoedas. Você sabe que, de acordo com o seu cotidiano, por exemplo, enviar dinheiro para o exterior é caro e devagar. Algumas vezes, até mesmo uma transação de uma conta bancária para outra, em um mesmo país, pode levar alguns dias. Outros problemas são a transparência e segurança. Na transferência bancária tradicional, você nunca sabe o que está acontecendo com seu dinheiro em um certo ponto. Além disso, você deve informar vários detalhes pessoais.

Com as criptomoedas isso não existe. Todas as transferências são rápidas, incluindo pagamentos para outros países e você não precisa informar nenhum dado pessoal. Se você quiser evitar burocracia, ou se sentir seguro, você pode usar criptomoedas. As criptomoedas estão disponíveis em bolsas, seja online ou através de caixas eletrônicos especiais espalhados pelo mundo. Por exemplo, caixas eletrônicos de Bitcoins estão instalados nas principais cidades ao redor do mundo.

Funcionalidade

Claramente, a funcionalidade depende da criptomoeda em particular. Ela geralmente envolve um sistema elaborado que integra os usuários ou grupos de usuários. No caso da Bitcoin, o sistema é baseado em mineradores.

Usuários que fornecem seu hardware (PC) para verificar pagamentos e recebem, para cada transação validada, uma pequena quantia de Bitcoins, eram o elemento central no passado. Hoje em dia, este papel é desempenhado por grandes centros de informática. Com a demanda de capacidade crescendo a cada dia, seria muito difícil para um pequeno usuário pagar seus custos de eletricidade para o uso de todo o hardware.

O sistema recompensa os mineradores na forma de Bitcoins o que resulta no crescimento contínuo da quantidade de Bitcoins. Você pode definir um limite no número de Bitcoins em circulação e cobrar todas as transações que excedem o limite. (A Bitcoin já está introduzindo tal sistema, mas os custos de transações ainda são muito baixos).

O investimento em criptomoedas exige o conhecimento das condições e do sistema. No entanto, se você investir nas mais populares, dificilmente há qualquer perigo que você deve temer.

Como ganhar dinheiro com criptomoedas

Você pode ser um usuário tradicional que troca dinheiro por uma criptomoeda em particular, a uma certa taxa, da mesma maneira que trocamos dólares por euros ou libras para uma viagem ao exterior.

Outra alternativa é usar as criptomoedas como um meio de especulação da mesma maneira que o Forex. A negociação de Forex é a negociação de moedas estrangeiras, e as criptomoedas são, em princípio, iguais às moedas estrangeiras. Com a exceção de não serem apoiadas por uma autoridade estatal, mas por uma rede de usuários e software.

As criptomoedas exigem confiança de seus usuários. O que as ajuda é a desconfiança nas moedas tradicionais, como o dólar americano, a libra esterlina, o euro, etc. Quando negocia criptomoedas, você pode usar os dois tipos de análises, técnica e fundamentalista. Se você achar que as criptomoedas são atraentes, você pode testar algumas das suas estratégias de negócios. Do ponto de vista do trader, criptomoedas são o mesmo que outras moedas (seja o dólar americano ou o iene japonês, criptomoedas têm as mesmas características específicas, o que não é nada incomum no Forex).

Locais para comprar criptomoedas

O valor de mercado de todas as criptomoedas recentemente atingiu o ponto dos $200 bilhões. É óbvio que as criptomoedas não são um mero passatempo para os nerds de TI e um meio de pagamento duvidoso para bens ilegais na internet. Em uma questão de anos, as criptomoedas poderão se tornar uma alternativa ao dinheiro fiat em todas as esferas da atividade humana.

Criptomoedas podem ser compradas em várias bolsas. Já que nem todas as bolsas são legítimas, você deve tomar cuidado e usar somente as licenciadas, assim como as corretoras para Forex ou para a negociação de opções binárias.

Nós verificamos as corretoras abaixo:

Artigos sobre Criptomoedas

Instruções passo a passo: Como começar a negocia Bitcoin?

Há muita conversa sobre criptomoedas, especialmente o Bitcoin. Talvez você também tenha se perguntado se poderia lucrar com essas criptomoedas, ou pelo menos se há uma maneira de economizar/investir parte…

Parte 19: Meta Trader 4 – Como Adicionar Bitcoin no MetaTrader

Mesmo sendo fã ou não do bitcoin, você tem que admitir que esta moeda virtual oferece uma ampla gama de lucros, tanto a longo prazo quanto a curto prazo. Os…

Parte 18: Meta Trader 4 – Como Adicionar Bitcoin no MetaTrader

Mesmo sendo fã ou não do bitcoin, você tem que admitir que esta moeda virtual oferece uma ampla gama de lucros, tanto a longo prazo quanto a curto prazo. Os…

Tokens de Bolsas de Criptomoedas – Como Funcionam e Podem Ser Lucrativos?

Você certamente já usou bolsas de criptomoedas antes, já que a negociação de criptomoedas não seria possível sem elas. Mas você já ouviu falar de seus tokens? A Binance, por…

Criptomoedas: Para que servem as chaves públicas e privadas?

A carteira de criptomoedas é essencial para trabalhar com este ativo, mas elas são basicamente apenas uma ferramenta de fácil utilização. Em seu plano de fundo está a chamada criptografia…

Segurança Básica de Criptomoedas. Como mantê-las seguras?

Atualmente, quase todas as transações são feitas em formato digital. Isso significa que os donos de empresas e a população geral não têm outra opção a não ser se unir…

Quer Ganhar Criptomoedas de Graça? Leia Este Guia!

Talvez ninguém seja tão ingênuo de acreditar que possa conseguir alguma coisa totalmente de graça. Com as criptomoedas, isso pode parecer bobo. Mesmo assim, hoje eu mostrarei algumas opções para…

Ataques de Phishing de Criptomoedas: Tome Cuidado!

Desde o início da internet, há um tipo de atividade maliciosa quase imune ao progresso tecnológico na segurança cibernética, engenharia social. Hoje em dia, o alvo dessas práticas pode ser…

Blockchain: O que é e como funciona?

Blockchain é um tipo de banco de dados descentralizado distribuído que armazena uma cadeia crescente de dados registrados cronologicamente através de nodes peer-to-peer criptografados (chains). Os dados são armazenados permanentemente…

Confirmações de Transações de Criptomoedas: O que é isso?

Se você já fez alguma transação com bitcoin, litecoin ou outra moeda, você deve ter notado que a carteira que recebe esta moeda aguarda algum tipo de confirmação de transação. Antes de…

O que são criptomoedas? Guia completo

Criptomoedas são moedas digitais que utilizam a criptografia para proteger seus dados, criar novas unidades e confirmar suas transações, através de cálculos realizados por super computadores interligados (nodes ou nós) na rede blockchain de forma descentralizada. Um exemplo de criptomoeda mais conhecida é o Bitcoin (BTC).

Além do fato de serem completamente virtuais, existem três características básicas que diferenciam as criptomoedas das moedas comuns: a descentralização, o anonimato e o baixo custo por transação.

Não há dúvidas que as criptomoedas representam a atual revolução do mercado financeiro. Por isso, é importante que você nosso leitor esteja a frente da maioria, conhecendo os principais fatores que influenciam esse setor, para que possa realizar investimentos lucrativos.

Preparamos aqui para você um guia completo para explicar:
Como funcionam as criptomoedas
Os fatores que afetam os preços das criptomoedas
Como comprar criptomoedas

As melhores corretoras e exchanges de criptomoedas

  • ADA
  • BTC
  • XLM
  • XRP
  • LTC
  • XRP
  • LTC
  • EOS
  • BCH
  • BTC
  • XRP
  • TRX
  • BTG
  • BTC
  • QTUM

Uma introdução ao mundo das criptomoedas

Existem hoje mais de 5.000 tipos diferentes de criptomoedas disponíveis no mercado, sendo novas moedas digitais criadas a cada dia. A criptomoeda tem como principal característica sua descentralização. Isto é, o processamento e a verificação das transações são realizados de forma coletiva na rede, sem a necessidade de uma autoridade central para supervisioná-los. O que significa também que o mercado é influenciado basicamente pela lei de oferta e procura, tornando um setor altamente volátil e de alto risco financeiro.

Para simplificar o que são criptomoedas, elas consistem em entradas registradas em um banco de dados, onde só podem ser alteradas mediante condições específicas.

Como surgiram as criptomoedas?

Com o avanço dos estudos criptográficos na década de 80, a possibilidade da criação de sistemas de moedas completamente virtuais começou a nascer na cabeça dos especialistas da época. Um grupo de desenvolvedores e entusiastas de criptografia autodenominados cyberpunks (tradução literal, punks virtuais), liderados por David Chaum, lançaram as bases para a criação das criptomoedas.

Esse grupo visava à criação de um sistema de transações no qual os indivíduos poderiam usufruir de total liberdade e privacidade longe dos olhos do “Big Brother” – referência ao livro 1984, de George Orwell, que fala de “Big Brother” como uma figura de governo autoritária com controle excessivo sobre a privacidade da população. O encontro do grupo culminou na escrita do A Cyberpunk’s Manifest (O Manifesto Cyberpunk), que explicita as ideias libertárias defendidas por eles sobre a privacidade inalienável (inerente ao ser humano).

Além do grupo, um engenheiro de software chamado Wei Dai também vinha desenvolvendo sua versão de moeda virtual. Chamado “b-money”, nome dado à moeda, foi compartilhado através de dois protocolos. Neles, estavam características comuns às criptomoedas atuais, como a descentralização e o anonimato. No entanto, o b-money nunca chegou a ser amplamente utilizado.

Mais tarde, em 2005, Nick Szabo, um criptógrafo americano, desenvolveu o que muitos chamaram do precursor do Bitcoin, o Bitgold. O Bitgold utilizava o sistema Blockchain, que ainda é aplicado nas atuais criptomoedas. Mas também como o b-money, essa moeda virtual nunca chegou a ser implementada. Já o Bitcoin alcançou a popularidade e foi amplamente utilizado em transações no mundo inteiro, sendo a criptomoeda mais conhecida.

Existem hoje (dez/2020) mais de 4900 tipos diferentes de criptomoedas disponíveis no mercado, com novas moedas digitais criadas a cada dia. A criptomoeda tem como principal característica a descentralização. Isto é, o processamento e a verificação das transações são realizados de forma coletiva na rede, sem a necessidade de uma autoridade central para supervisioná-las. O que significa também que o mercado é influenciado basicamente pela lei de oferta e procura, tornando um setor altamente volátil e de alto risco financeiro.

Para simplificar o que são criptomoedas, elas consistem em entradas registradas em um banco de dados, onde só podem ser alteradas mediante condições específicas.

Bitcoin, primeira mas não a única

Já existem mais de 4900 criptomoedas diferentes no mercado. Provavelmente esteja se perguntando quais são as melhores criptomoedas para investir.

Abaixo a lista das criptomoedas mais valorizadas selecionadas por nossos especialistas:

Bitcoin (BTC): A primeira e a mais estabelecida criptomoeda do mercado. Novos altcoins prometem destronar o Bitcoin, com suas tecnologias mais avançadas. Mas, por enquanto, Bitcoin ainda é o Rei das Criptomoedas, a moeda mais utilizada hoje como meio global de pagamento.

Ethereum (ETH): Destaca-se por não apenas processar transações, mas também permitir aos desenvolvedores criar e implantar aplicativos descentralizados (dApps) e contratos inteligentes (smart contracts). É a preferida das Ofertas Iniciais de Moedas (ICOs) para o lançamento de seus novos projetos.

Tether (USDT): Também conhecido como ‘moeda estável’, seu valor sempre será equiparado ao dólar. Sua grande vantagem é apresentar a estabilidade do preço do dólar, sem perder as características de uma criptomoeda.

Bitcoin Cash (BCH): Derivado de dois forks do Bitcoin, o Bitcoin Cash detém um bloco 32 vezes maior do que o Bitcoin original, permitindo assim maior volume de transações, menor tempo e menor custo.

Ripple (XRP): Ripple não detém uma rede blockchain, mas sim sua própria rede patenteada Ripple Protocol Algorithm (RPCA). Ripple é conhecida por ser também uma plataforma para pagamento digital. Através de XRP, é possível realizar pagamentos em qualquer moeda, inclusive Bitcoin, por um baixíssimo custo nas transações.

Dash (DASH): Resultado da junção das palavras Digital Cash, Dash também é derivada de um fork do Bitcoin, assim como BCH. No entanto, DASH dispõe da ferramenta PrivateSend, que permite tornar anônimas as transações realizadas por seus usuários. Ao misturar múltiplas transações em uma só, não é possível identificar quem recebeu DASH e muito menos a quantia enviada.

Litecoin (LTC): Um dos primeiros altcoins criados logo após Bitcoin, Litecoin realiza transações mais rápidas do que BTC, através de um novo algoritmo de mineração, facilitando a criação de novas criptomoedas, como Dogecoin (DOGE) e Feathercoin (FTC).

Ethereum Classic (ETC): Criada a partir de uma divisão de Ethereum, após ter ocorrido uma invasão de um hacker em 2020, quando $50 milhões USD equivalente em ETH foram roubados. Com a divisão, as criptomoedas roubadas retornaram aos seus proprietários originais. E a nova criptomoeda após a separação foi denominada Ethereum, e a anterior à divisão, Ethereum Classic, sendo ambas plataformas para o desenvolvimento de contratos inteligentes e dApps, com importantes diferenças.

Cardano (ADA): Representa a terceira geração das criptomoedas, sendo o primeiro altcoin a ter sua estrutura revisada por professores e cientistas. Cardano oferece uma plataforma para o desenvolvimento de contratos inteligentes, assim como Ethereum. No entanto, ADA promete uma melhor performance ao utilizar o Proof of Stake protocolo em suas transações.

IOTA (MIOTA): Diferentemente das outras criptomoedas, IOTA consiste em uma rede distribuída em Decentralized Acyclic Graph (DAG) ao invés de blockchain. Sua principal função é gravar e executar transações entre equipamentos através do ecossistema Internet das Coisas (IoT). Para isso, IOTA detém sua própria criptomoeda, MIOTA, como meio de pagamento para a utilização da rede IOTA.

Stellar Lumens (XLM): Stellar é um network baseado em um registro distribuído em rede blockchain, tendo sua própria criptomoeda Lumens (XLM). Sua principal função é conectar bancos, sistemas de pagamentos e seus usuários por um baixo custo.

EOS (EOS): Além de ser uma criptomoeda, trata-se de um sistema operacional baseado em blockchain voltado para criar, hospedar e suportar dApps. Em comparação aos demais Apps baseados na Internet, EOS oferece maior escalabilidade, maior número de transações simultâneas e menor custo, utilizando o protocol Proof of Stake para a atualização do sistema EOS.

NEO (NEO): Seu nome é originário do grego, que significa novo, moderno. Conhecido também como ‘Ethereum Chinês’, NEO atua também como uma plataforma para desenvolvimento de aplicativos e smart contracts, assim como Ethereum. Mas, os desenvolvedores de NEO afirmam ter aprendido com os erros de ETH, oferecendo uma plataforma de qualidade superior à Ethereum.

Bitcoin é a principal

O desenvolvedor do Bitcoin Core, e parceiro da empresa de capital de risco Blockchain Capital, compartilhou sua opinião sobre o porquê do Bitcoin se destacar do restante das outras criptomoedas, incluindo, primeiramente a Ethereum.

Nós do Guia do Bitcoin, disponibilizamos para nossos leitores uma tradução adaptada do post de Jimmy Song.

Se você é um iniciante no mercado, os últimos meses foram muito loucos pra você. Foi possível ver as rápidas subidas e quedas vertiginosas de preços, e controlar as emoções nem sempre era fácil. Os movimentos de preços são simultaneamente um espetáculo fascinante, mas às vezes doloroso, e, portanto, é fácil perder a compreensão daquilo em que você está realmente investindo. Parece que todas as moedas estão em movimento simultâneo, então qual é a diferença? Como distinguir uma moeda de outra? E, mais importante, como um investidor entende qual será o valor a longo prazo de uma moeda em particular?

Abaixo, eu lhe direi por que o bitcoin é independente e por que, apesar de todas as tentativas de clonagem, realmente não foi possível repeti-lo até hoje.

Inovações Reais

As emissões limitadas descentralizadas são uma verdadeira inovação. O Bitcoin foi o primeiro e continua a ser a única moeda desse tipo. Todas as outras chamadas inovações, com confirmação mais rápida de transações, mudança para proof-algo-lá, completude de Turing, outros algoritmos de assinatura, outros métodos de ordenação de transações ou mesmo privacidade, são apenas pequenas variações de uma grande inovação chamada bitcoin.

É importante lembrar que, desde 2020, várias alternativas ao bitcoin são oferecidas, mas nenhuma delas chegou nem perto de substituí-lo em termos de preço, base de usuários ou segurança. IxCoin chegou como o novo bitcoin em 2020, que ofereceu uma recompensa maior pelo bloco e pela “pré-vitória” (grandes quantidades de moedas foram enviadas ao seu criador). Também em 2020 foi criado o Tenebrix, uma altcoin, que tentou aumentar a estabilidade da GPU e também teve um grande pré-objetivo. Ao mesmo tempo, também foi criado o Solidcoin, outra altcoin com um tempo mais rápido para a criação de blocos e tudo igual com uma pré-falha. Os únicos sobreviventes que apareceram no “nascimento” da era das criptomoedas e não eram pré-minerados foram a Namecoin e o Litecoin.

Semelhanças e diferenças entre Altcoins e Bitcoin

As semelhanças entre Altcoins e Bitcoins podem ser muitas, dependendo da particularidade de cada uma dessas moedas alternativas. A primeira delas é bem óbvia: tanto Bitcoins quanto Altcoins representam esse movimento disruptivo que é a criação de moedas virtuais.

Além disso, destacamos que muitas delas foram criadas com base no Bitcoin, projetando melhorias para suas funcionalidades, principalmente as que estão relacionadas com a segurança e velocidade de transações. Algumas Altcoins surgiram do processo de fork do Bitcoin, que nada mais é do que o movimento de criação de uma nova criptomoeda atualizando o seu código de funcionamento.

Destacamos, também, que a maioria delas incentivam a descentralização e a segurança das informações do mercado financeiro.

Já as diferenças entre Bitcoins e Altcoins, pode ser conferida nessa lista abaixo:

  • as Altcoins têm um algoritmo próprio;
  • muitas Altcoins têm uma estrutura de funcionamento bem diferente do Bitcoin, por exemplo: nem todos utilizam a tecnologia Blockchain;
  • as funcionalidades das Altcoins também são diferentes das do Bitcoin;
  • grande parte das Altcoins surgiu com a ideia de trazer mais velocidade para o processamento das transações;
  • o preço de mercado também é algo que difere: Bitcoins e Altcoins têm cotações diferentes.

As Altcoins e ICOs trouxeram numerosas “propriedades” diferentes, mas a maioria delas nunca foi aceita. Mas então por que o Bitcoin ocupa um lugar tão especial no ecossistema? Por que o Bitcoin é “diferente”? Há dois aspectos que o tornam assim: efeito de rede e descentralização.

Efeito de rede

Como a rede do Bitcoin é a maior, outras criptomoedas tentam alcançá-lo o tempo todo. Vamos comparar o Bitcoin como uma semana de sete dias e as altcoins são as tentativas de variações:

Vamos fazer uma semana de 4 dias! Deixe o dia durar 18 horas! Vamos chamar os dias de alguma forma diferentes! Vamos mudar a duração da semana, dependendo do desejo de uma pessoa!

Desnecessário dizer que todas essas “inovações” são insignificantes e geralmente não são aceitas. Isso ocorre porque, com o tempo, o efeito da rede do Bitcoin só cresce, e as pessoas que usam a rede tendem a otimizar seus padrões e a criar novas normas.

Essas normas passaram no teste do tempo e demonstraram sua viabilidade, mesmo que nem sempre, por métodos óbvios. Por exemplo, poucos vão querer ser o primeiro testador de um carro ou avião híbrido, porque o nível de sua segurança permanece desconhecido. O Bitcoin, em certo sentido, pode ser considerado o mais generoso programa de recompensas do mundo, que visa revelar falhas de segurança. Ele provou sua segurança pela única e melhor maneira: O tempo. Todas as outras criptomoedas são muito mais novas e ainda não conseguiram mostrar o mesmo nível de segurança.

A natureza questionável de muitas dessas “propriedades” das altcoins torna-se cada vez mais evidente com o tempo. Por exemplo, a integridade do aplicativo Turing no Ethereum torna a plataforma inteira mais vulnerável (lembre-se dos incidentes com o DAO e Parity). Ao mesmo tempo, a linguagem dos contratos inteligentes usados ​​no script Bitcoin recusava a completude de Turing precisamente por esse mesmo motivo. As autoridades centrais respondem a essas vulnerabilidades com o desejo de demonstrar um comportamento ainda mais autoritário (obrigações de dívidas, hardbacks etc.), tornando as moedas ainda menos confiáveis.

Descentralização

Outra característica principal do Bitcoin, que nenhuma outra moeda possui, é a descentralização.

Por descentralização, quero dizer que o Bitcoin não possui um único ponto de falha. Qualquer outra moeda tem um fundador ou uma empresa que criou e tem influência sobre ela. Por exemplo, num Qualquer alteração no bitcoin que altera a estrutura do bloco (incluindo o hash do bloco), regras de dificuldade ou aumenta o conjunto de transações válidas é um hardfork.”>hardfork (mudança de protocolo incompatível) é um indicador de que a moeda é completamente centralizada.

Moedas centralizadas têm uma “vantagem” na forma da capacidade de mudar rapidamente tudo dependendo da demanda do mercado. A centralização é, obviamente, uma coisa boa para os negócios, porque as empresas querem lucrar vendendo mercadorias ou prestando serviços aos clientes. Um negócio centralizado pode responder melhor à demanda do mercado e fazer as mudanças necessárias. No entanto, quando se trata de dinheiro, a centralização é muito ruim.

Primeiro, uma das principais vantagens de um meio de preservar o valor é a imutabilidade. Ao preservar o valor, é necessário que, ao longo do tempo, as propriedades não mudem ou se tornem melhores. Quaisquer mudanças (poder de compra. Efeitos incluem menos motivação para acumular dinheiro, e mais motivação para gastá-lo rapidamente, enquanto os preços dos bens ainda são baixos.”>inflação de emissões, redução na aceitação, diminuição da segurança) mudam fundamentalmente o propósito do dinheiro como um meio de preservar o valor.

Em segundo lugar, a centralização da moeda é geralmente associada a mudanças nas regras, muitas vezes tendo um efeito catastrófico. Toda a economia do século 20 e a história de como os bancos centrais lentamente destroem o dinheiro fiduciário como um meio de preservar o valor. A expectativa média de vida de uma moeda por esse motivo é de apenas 27 anos, embora tenha o apoio de governos e seja usada universalmente como meio de solução. Ao contrário da emissão limitada e da imutabilidade, todas essas “propriedades” do ponto de vista da sobrevivência não importam.

Qualquer criptomoeda, exceto Bitcoin, qualquer ICO – todos elas são centralizadas. No caso das ICOs, isso é óbvio. A organização que controla e emite um token já está centralizada. Pode alterar as regras do funcionamento e liberar mais tokens. Os mesmos problemas, embora menos óbvios, entre as altcoins: Seu criador pode ser um “maluco” que pode fazer tudo o que um governo pode fazer. Em outras palavras, qualitativamente Altcoins e ICOs não são diferentes de moedas Fiat. Neste mundo, você não possui suas moedas.

Isto é especialmente verdade para a Ethereum. Em todas as suas características, Ethereum é uma organização controlada centralmente. Foram realizados pelo menos cinco hardforks, como resultado do qual os usuários foram obrigados a atualizar. Eles tomaram uma decisão ruim sobre a DAO, e agora eles até falam sobre taxas de armazenamento de dados. O controle centralizado do Ethereum tornou-se evidente logo no começo.

No Bitcoin, tudo é diferente. Uma das coisas mais notáveis ​​é o desaparecimento de Satoshi Nakamoto. No estágio inicial do Bitcoin, ele controlava a maioria dos processos de desenvolvimento da criptomoeda, mas com o seu desaparecimento estamos em uma situação em que mesmo os que não gostam um do outro têm uma certa voz em relação ao gerenciamento da rede.

Todos os upgrades são voluntários (softfork) e não obrigam ninguém a nada. Ou seja, não há um único ponto de falha. Hoje, o Bitcoin tornou-se um sistema no qual, mesmo que o grupo inteiro de desenvolvedores seja esmagado por um meteoro, há muitas implementações abertas que podem continuar e oferecer uma opção para cada usuário. Aqui você é um dono de suas moedas.

Mecanismos de consenso

Após a transação ter sido assinada por seu remetente, por meio de sua chave privada, ela é enviada ao seu destinatário através da rede blockchain, que interliga os computadores (nós), em P2P, administrados por ‘mineradores’.

Estes, por meio da mineração (cálculo matemático realizado por computadores caros e robustos), tendo como protocolo de consenso Proof of Work (PoW), irão decodificar as informações criptografadas inseridas no bloco da rede do Bitcoin.

O primeiro minerador que conseguir calcular o algoritmo hash propaga o novo bloco na rede, que será também verificado e propagado pelos outros ‘nós’ da rede. E o destinatário recebe a primeira de várias confirmações. Uma vez confirmada, a transação torna-se irreversível, e o primeiro minerador que resolveu o cálculo matemático recebe como recompensa novos BTC, além das taxas de transação.

Solução para o Gasto Duplo

É importante que o destinatário aguarde pelo menos 6 confirmações antes de aceitar definitivamente o Bitcoin, a fim de se prevenir quanto à duplicação.

Por exemplo, se o cliente copiou e utilizou duas vezes a mesma moeda, ambas as transações irão para um conjunto de transações não confirmadas. A transação que for verificada primeiro e receber 6 confirmações é a que deve ser aceita, a outra será automaticamente descartada pelo sistema.

Como as Altcoins funcionam?

Uma vez que Satoshi resolveu o principal problema de double spending “gasto duplo” das moedas digitais, muitas outras criptomoedas passaram a ser desenvolvidas, utilizando diferentes mecanismos de consenso, como Proof of Stake (PoS), Proof of Burn, etc. Além de apresentarem muitas outras funcionalidades, muito mais do que apenas um dinheiro eletrônico. Tudo indica que a revolução está só começando.

Compre pizzas, viagens e muito mais com criptomoedas

Apesar de o Bitcoin ter sido criado em 2009, até 2020 ele só havia sido ‘minerado’, e nunca negociado. Até que um investidor resolveu trocar seus 10 mil Bitcoins por duas pizzas. Caso ele tivesse guardado seus Bitcoins, hoje teria uma fortuna avaliada em cerca de milhões de dólares.

Em meio à alta volatilidade característica do mercado das criptomoedas, o valor de mercado do BTC só tem crescido ao longo dos anos. O BTC alcançou seu recorde de preço em 2020, com uma super valorização quando foi negociado por quase US$20.000 cada Bitcoin. Isto impulsionou também o crescimento das altcoins e do mercado de criptomoedas em geral.

Hoje, há muitas coisas que podem ser compradas com BTC. É possível viajar ao redor do mundo, através de sites que aceitam Bitcoin como forma de pagamento para reservar vôos e hotéis ou alugar carros. Você pode até alugar uma casa com Bitcoins através de alguns sites. Há ainda a opção de viajar para o espaço ou comprar artigos de luxo, como joias, obras de arte e até uma Lamborghini com Bitcoin.

Mineração das criptomoedas e os mecanismos de consenso

Bitcoin

Após a transação ter sido assinada por seu remetente, por meio de sua chave privada, ela é enviada ao seu destinatário através da rede blockchain, que interliga os computadores (nós), em P2P, administrados por ‘mineradores’.

Estes, por meio da mineração (cálculo matemático realizado por computadores caros e robustos), tendo como protocolo de consenso Proof of Work (PoW), irão decodificar as informações criptografadas inseridas no bloco Bitcoin.

O primeiro minerador que conseguir calcular o algoritmo hash propaga o novo bloco na rede, que será também verificado e propagado pelos outros ‘nós’ da rede. E o destinatário recebe a primeira de várias confirmações. Uma vez confirmada, a transação torna-se irreversível, e o primeiro minerador que resolveu o cálculo matemático recebe como recompensa novos BTC, além das taxas de transação.

Como Bitcoin soluciona o problema do Gasto Duplo

É importante que o destinatário aguarde pelo menos 6 confirmações antes de aceitar definitivamente o Bitcoin, a fim de se prevenir quanto à duplicação.

Por exemplo, se o cliente copiou e utilizou duas vezes a mesma moeda, ambas as transações irão para um conjunto de transações não confirmadas. A transação que for verificada primeiro e receber 6 confirmações é a que deve ser aceita, a outra será automaticamente descartada pelo sistema.

Como os Altcoins funcionam?

Uma vez que Satoshi resolveu o principal problema de double spending das moedas digitais, muitas outras criptomoedas passaram a ser desenvolvidas, utilizando diferentes mecanismos de consenso, como Proof of Stake (PoS), Proof of Burn, etc. além de apresentarem muitas outras funcionalidades além de dinheiro eletrônico. E tudo indica que a revolução está só começando.

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Tudo sobre opções binárias e Forex
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: